Como criar múltiplas fontes de renda.

Uma pesquisa divulgada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) em janeiro de 2020 informou que mais de 65% dos brasileiros estão endividados.

O nível de endividamento é o maior registrado desde que o estudo começou a ser realizado, em 2010.

Segundo a pesquisa, a parcela média da renda comprometida com dívidas, é de 29,3%, ou seja, de cada R$ 100 ganhos, um trabalhador deve quase R$ 30.

Esses números mostram que precisamos ter mais reservas financeiras e, para isso, não depender exclusivamente de uma única fonte de renda, como o salário, por exemplo.

Ter dinheiro vindo de diferentes lugares significa que você pode ter um estilo de vida melhor ao mesmo tempo que garante a sua segurança e a de sua família.

Quem trabalha muito não tem tempo de ganhar dinheiro

Para muitos o trabalho é um peso. Isso porque são obrigados a realizar tarefas que não gostam ou tem que se submeter a rotinas diárias extremamente cansativas.

Confúcio, o famoso filósofo chinês que viveu a aproximadamente 500 A.C., disse:

“Escolha um trabalho que você ama e você nunca terá que trabalhar um dia sequer na vida”.

Trabalhar com algo que você gosta gera mais oportunidades de crescimento e mais oportunidades de aumentar seu potencial de ganhos.

Para garantir um futuro seguro, feliz e saudável, você precisa de múltiplos fluxos de renda. E isso vale para todas as pessoas – não apenas para os que são pais.

Existe uma frase famosa geralmente compartilhada pelas pessoas que diz que “o milionário médio tem sete fontes de renda”.

Independente do número exato, o fato é que, o importante é começar.

Crie uma primeira fonte de renda adicional, depois outra e outra, e quando você menos perceber, suas fontes adicionais terão passado sua fonte que um dia foi a única responsável por seu sustento.


Existem sete fluxos de renda em potencial:

Renda auferida – dinheiro proveniente de um emprego em tempo integral

Renda de lucro – dinheiro proveniente da venda de um produto ou serviço

Receita de dividendos – dinheiro ganho com investimentos

Receita de juros – dinheiro ganho com a poupança

Renda de aluguel – dinheiro ganho com investimentos imobiliários

Ganhos de capital – dinheiro ganho no mercado de ações

Receita de royalties – dinheiro proveniente de um trabalho vendido a outra empresa


Quais são os benefícios de se ter várias fontes de renda?

Segurança financeira – Se uma fonte de renda “secar”, você tem outras opções para recuperar essa renda perdida. Isso acabaria, por exemplo, com o medo de perder seu emprego!

Diversificação – uma variedade de fontes permite que você se proteja e aumente sua tolerância a riscos, optando por novas maneiras de investir e economizar.

Aumento de renda – ter mais dinheiro permite que você tenha paz de espírito para analisar novas opções de renda, o que é impossível de acontecer quando você tem que “vender o almoço para pagar o jantar”.

Ganhos passivos – existem maneiras de ganhar dinheiro extra, sem que você tenha que realizar trabalho adicional. É o famoso “fazer o dinheiro trabalhar para você”.

Existem muitas formas de se iniciar uma nova fonte de renda, desde realizar um trabalho de freelancer em suas horas extras (o famoso “fazer um bico”), até investir em uma franquia ou um negócio próprio.

Cada uma delas tem um nível de risco e de comprometimento do seu tempo.

O melhor, para começar, é buscar algo com baixo risco de entrada mas com alto potencial de lucro.

Toque no botão abaixo para conhecer uma maneira inovadora de criar uma nova fonte de renda, com baixo risco e investimento, porém com alto potencial de ganho.

https://www.youtube.com/channel/UCT1Hx2KgpOtLlHlIbCA5nLg

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: