Escute mais conselhos.

Millennial man with laptop computer giving financial advice to a woman sitting at the table in her dining room, selective focus

Feedback ou conselho? O que é melhor?

Se você quiser melhorar em algo, peça conselhos em vez de feedback.

Apesar de ser contrário ao senso comum, pesquisadores de Harvard descobriram que o feedback geralmente não melhora nosso desempenho, mesmo que muitas pessoas priorizem o feedback em detrimento do aconselhamento.

De acordo com Ashley Whillans, professora-assistente da Harvard Business School, pedir feedback a outras pessoas geralmente gera informações vagas e menos úteis.

Os autores do estudo explicam: “Nossa pesquisa mais recente sugere uma abordagem melhor. Em quatro experimentos – incluindo um experimento de campo realizado em uma sala de aula de educação executiva – descobrimos que as pessoas recebiam informações mais efetivas quando pediam conselhos em vez de feedback.”

A palavra “feedback” incentiva as pessoas a pensarem em seu momento presente, ou seja, onde elas estão agora.

Além disso, o feedback é frequentemente associado a avaliação de desempenho passado, e as pessoas que dão feedback não se concentram em como você pode melhorar.

“Quando solicitados a fornecer feedback (versus conselhos), os doadores se concentram demais na avaliação do destinatário, o que prejudica sua capacidade de gerar informações construtivas (isto é, críticas e acionáveis)”, disseram os pesquisadores.

No entanto, solicitar feedback pode ser mais benéfico para iniciantes.

“As pessoas que são iniciantes em sua área de atuação geralmente acham as contribuições críticas e específicas menos motivadoras – algo que geralmente vem com os conselhos”, observaram.

“Portanto, para iniciantes, pode ser melhor pedir feedback, em vez de aconselhamento, para receber menos críticas desmotivadoras e mais incentivo de alto nível”, acrescentaram os autores.


ACONSELHAMENTO

Buscar aconselhamento pode ser sua melhor experiência de aprendizado.

Todos nós queremos melhorar.

Mais importante é como você faz isso de maneira eficiente e eficaz.

Quando mudamos o foco do ‘feedback’ para o ‘conselho’ nos abrimos tanto para a oportunidade de fornecer sugestões como também para a possibilidade de receber conselhos sobre como encontrar soluções para nossas fraquezas.

Por isso, peça conselhos e você receberá mensagens sobre o que precisa mudar a fim de melhorar.

Mas é preciso coragem, vulnerabilidade e vontade de reconhecer um problema que você não tem certeza de como resolver.

Se por um lado pode ser assustador, por outro, bons conselhos podem ser transformadores, especialmente quando vierem de alguém que já esteve em seu lugar e venceu.

Em outro estudo realizado na Harvard Business School, os pesquisadores descobriram que pedir conselhos mostra iniciativa e demonstra competência.

“A busca de aconselhamento não é apenas benéfica para a disseminação de informações, mas também pode aumentar a percepção de competência dos solicitantes de aconselhamento e fazer com que os consultores se sintam reconhecidos”, concluíram os pesquisadores.

Pedir conselhos também pode mostrar sua seriedade sobre um problema ou sua busca por uma ideia ou oportunidade.

Por isso, quando você desejar aconselhamento, tenha um objetivo específico em mente que poderá ajudá-lo a melhorar.

Em outras palavras, você está procurando informações específicas sobre alguma coisa, em vez de querer saber sobre tudo que não foi tão bem com sua apresentação, design, estratégia, abordagem pessoal, etc.

O conselho é acionável, ou seja, é passível de ser executado e, na maioria das vezes, vem com justificativa, fatos reais ou experiência pessoal.

Quando pede um conselho, você recebe exatamente a informação que precisa para ser melhor amanhã.

“Enquanto o passado é imutável, o futuro está cheio de possibilidades. Portanto, se você pedir conselhos a alguém, será mais provável que a outra pessoa pense em oportunidades futuras para você melhorar, em vez de retroceder nas coisas que você fez e que não pode mais mudar”, disseram os pesquisadores.


COMO PEDIR CONSELHOS

Para obter os melhores conselhos, pergunte a uma pessoa mais experiente – que já passou pelo que você está vivendo ou que tenha os conhecimentos técnicos necessários.

Como resultado, será mais provável que você aceite e implemente os conselhos recebidos pois a pessoa que os oferece tem vivência, mais experiência e os expressa com extrema confiança.

Pedir um conselho para um especialista é sempre uma ótima ideia.

Use sua rede de relacionamentos caso não conheça pessoalmente o especialista com o qual gostaria de se aconselhar.

Graças a ferramentas como o LinkedIn, é relativamente fácil conseguir o contato de uma pessoa que você gostaria de falar.

É mais provável que seu futuro conselheiro arranje tempo para conversar com você, se ele já estiver conectado a você, direta ou indiretamente.

Se você ainda não conhece a pessoa que deseja pedir conselhos, descubra se você tem um amigo em comum.

Veja se as pessoas que você conhece na sua rede de contatos estariam dispostas a entrar em seu nome para uma introdução.

O conselho da pessoa certa na hora certa pode mudar sua vida.

Você deve enviar um e-mail? Ligar? Perguntar pessoalmente?

Depende do seu relacionamento com o especialista.

Mas, independente do como e do quê você deseja perguntar, se a pessoa está disponível, seja claro sobre suas intenções.

Seja conciso, mas informe especificamente por que deseja conversar com ela.

Você pode enviar suas perguntas com antecedência para dar a ela a oportunidade de se preparar e compartilhar seus melhores conhecimentos ou experiências.

E cuidado! Não peça conselhos para todo mundo.

“As pesquisas mostraram que aquelas pessoas cujos conselhos você não segue podem ter uma visão ruim de você posteriormente. Elas podem até vê-lo como menos competente ou evitá-lo”, diz a pesquisadora chefe do estudo.

Outro ponto importante: seja grato.

Volte a fazer contato posteriormente com a pessoa que lhe deu o conselho para que ela saiba como os comentários dela o ajudaram.

CONCLUSÃO

Em suma, conselhos são bons, desde que vindos de pessoas qualificadas para dá-los.

Existem muitas oportunidades de aprender com nossos pares, colegas, chefes e líderes.

Cabe a cada um de nós pedir de forma correta e assertiva.

O feedback se concentra demais na avaliação de ações passadas – que não fornecem recomendações tangíveis para crescimento e aprendizado futuros.

Para melhorar suas habilidades, vale a pena pedir conselhos.

Empreendedores de sucesso sabem encurtar o caminho para alcançar os resultados que desejam pois sempre se aconselham com pessoas que têm mais experiência que eles.

Descubra se você também tem essa característica. Toque ou clique no botão abaixo e veja o vídeo.

https://www.youtube.com/channel/UCT1Hx2KgpOtLlHlIbCA5nLg

3 comentários em “Escute mais conselhos.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: